Hackers invadem controle do Porto de Fortaleza e exigem resgate em Bitcoins

Fonte: site Olhar Digital
por Sofia Aureli, editado por Cesar Schaeffer 30/10/2019 12h10
O sistema de informática da Companhia de Docas do Ceará (CDC) foi invadido na madrugada de segunda-feira (28) e continua fora do ar

Na madrugada desta segunda-feira (28), o sistema de informática da Companhia de Docas do Ceará (CDC), que administra o porto de Mucuripe, em Fortaleza, foi vítima de um ataque cibernético ao ser invadido por um ataque hacker, segundo o Portal do Bitcoin. Os invasores exigiram um resgate em Bitcoin e a Polícia Federal foi acionada para resolver o caso, mas a CDC não informou o valor pedido.

A ação não só derrubou o site da Companhia, como também atrapalhou as operações dentro do Porto, que segue realizando o trabalho em Mucuripe de forma manual e offline. Segundo nota da instituição “todas as providências estão sendo tomadas” e as atividades pretendem ser normatizadas até hoje (30). Porém, até o momento desta reportagem, o site encontra-se fora do ar.

Hackers e Bitcoin

No Brasil, crimes cibernéticos envolvendo resgate em criptomoedas não são novidade. Em abril deste ano, hackers invadiram o sistema da Câmara Municipal de Palmas (TO) e exigiram resgate em Bitcoin.

E não são apenas sistemas públicos ou de grande porte, como o Porto de Mucuripe ou Câmeras Municipais que já estiveram sob ataque digital: hackers já invadiram uma loja de produtos para bebês em Campo Grande (MS), uma empresa de contabilidade em Boa Visa (RR) e um hospital em Pirajuí (SP).

Alfredo Chaia Participa de Painel no VII Congresso Latinoamericano de Seguros Marítimos da ALSUM

Chegou ao fim o VII Congresso Latinoamericano de Seguros Marítimos da ALSUM. Durante os 3 dias de evento (de 28 a 30 outubro de 2019), os participantes debateram sobre os principais desafios, novidades e oportunidades do setor.

Alfredo Chaia, da Risk Veritas, foi um dos convidados para o debate no painel de encerramento do congresso e aprofundou-se nos assuntos dos riscos atuais e emergentes do mercado marítimo.

“Aí se incluem novos riscos em casco e máquina, terminais portuários e novos sistemas de controle (Navisys) e riscos de cyberisk e danos ou interrupção de negócios, para falar de poucos.
Como assegurar embarcação com cada vez sistemas autônomos?
A expansão do comércio eletrônico imporá novas dinâmicas da logistica e, por conseguinte, com o seguro de transporte de carga.
Isso nos interessa na perspectiva de mercado e riscos, mas também na adequação das coberturas de sugueis.
Blockchain; IoT; Analytics serão referências cada vez mais presentes em nosso cotidiano.”

VII Congresso Latinoamericano de Seguros Marítimos

Guaiaquil - Equador - de 28 a 30 de outubro de 2019

Começou hoje o VII Congresso Latinoamericano de Seguros Marítimos da ALSUM. O evento, que nesta edição acontece em Guaiquil (Equador), terá duração de 3 dias (28 a 30 de outubro) e é considerado o maior do setor marítimo na América Latina.

Alfredo Chaia, da Risk Veritas, participa do congresso que traz os principais desafios, novidades e oportunidades do mercado para os próximos meses.

8º Encontro de Resseguro – CNSeg, Fenseg e Fenaber

Alfredo Chaia, diretor presidente da Risk Veritas, teve o prazer e a honra contribuir como palestrante no 8º Encontro de Resseguro organizado pela CNSeg, Fenseg e Fenaber e compor os debates com Paula Rodrigues e Paulo Alves para refletir sobre a (r)evolução tecnológica, os riscos na cadeia logística, e impactos no seguro e resseguro do transporte de cargas.

 

Mais de 22 séculos depois dos primeiros modelos de gestão e transferência de riscos logísticos, as mudanças estruturais no ambiente de negócios têm afetado radicalmente o mundo, com impacto nas organizações e na sociedade. Possibilidades e Ritmo de transformação são exponenciais, mas a nova dinâmica de VELOCIDADE, ESCOPO, IMPACTO, ESCALA gera um espectro de riscos e incertezas.

Como as organizações estão encarando esses desafios? De que forma eles afetam as estratégias de negócio? Quais megatendências terão maior impacto na transformação dos negócios? Quais são os Riscos Emergentes desse novo ambiente? O processo logístico é fator crítico de sucesso para as Organizações, e será necessário integrá-lo à Gestão dos Riscos estratégicos da empresa. De outro lado, exigirá a reinvenção da Gestão dos Riscos e das Soluções de Seguros e Resseguros.

22ª Fenatran 2019

A 22º edição da Fenatran, Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, aconteceu entre os dias 14 e 18 de outubro, no São Paulo Expo.

Alfredo Chaia, da Risk Veritas, esteve presente no estande da Guep e gravou entrevista exclusiva para a GuepTV. Confira: